quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Mais um do João Nuno!!!


Uma reedição coordenada pelo João Nuno Coelho e Francisco Pinheiro a que vou dedicar os próximos dias!!!

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

OPERA FLUTUANTE de John Barth (Sextante Editora)


“Quem se mata corre atrás de uma imagem que forjou de si próprio: as pessoas matam-se sempre para existir” André Malraux

Uma excelente descoberta pessoal. Tenho adotado uma estratégia de escolha de livros que passa normalmente pelo seguinte: como trago em regra quatro livros por mês para casa, obras com as quais a FNAC gentilmente patrocina esta coluna, escolho sempre um dos livros da coluna dos mais vendidos, outro procuro que seja de entre os meus autores favoritos, tento ainda que me aconselhem na loja um outro livro ou autor que não conheça ( e a esse respeito o Duarte é absolutamente brilhante nas sugestões que me tem feito J ) e por ultimo, trago um livro escolhido mais ou menos ao acaso. Estudo as capas e contracapas, leio um ou dois parágrafos, o inicial e um aleatoriamente e depois escolho. Não gosto de gastar muito tempo neste processo, vou mais pela intuição e pelas pistas que essas leituras abreviadas e rápidas me dão. Este “Opera Flutuante” é o resultado de uma dessas escolhas. Como o processo é demasiado dependente da sorte e da obra encaixar no meu gosto pessoal, posso confessar que nem sempre acerto. Não foi este o caso. Gostei e muito. O tema é bastante interessante, uma decisão de suicídio e o relato desse dia em pormenor, recheado de recuos e avanços que nos retratam mais uma genial personagem. A própria construção do livro é bastante interessante como processo de escrita. O autor, John Barth, vem altamente recomendado, e não desilude. O e melhor é sempre ler e guardar para cada um de nós as conclusões. Ou se possível, partilha-las sendo positivas. Para esta altura que para alguns é de férias, deixo-vos abaixo, para além da sugestão em titulo, uma lista um pouco mais extensa do que o habitual para que, se alguma coisa vos merecer atenção, o leiam. Destes abaixo, se me quiserem fazer chegar a vossa opinião também agradeço. É nessa troca de opiniões e sugestões que se vai avançando nesta ou naquela direção. O Jornal vai de férias até Setembro, pelo que, até lá, vos deixo com os mais sinceros votos de:
Boas Leituras e Boas Férias!!!

Na Mesinha De Cabeceira:

MIRAGEM DE AMOR COM BANDA DE MUSICA de Hernán Rivera Letelier(Quetzal)
ARCO-IRIS DA GRAVIDADE  de Thomas Pynchon (Bertrand)
A CONSCIÊNCIA E O ROMANCE de David Lodge (ASA)
C de Tom McCarthy (Editorial Presença)
A QUESTÃO FINKLER de Howard Jacobson (Porto Editora)
LOBO VERMELHO de Liza Marklund (Porto Editora)
O JOGO DO LEÃO de Nelson DeMIlle (Marcador)
A LIVRARIA NOITE E DIA DO SENHOR PENUMBRA de Robin Sloan (Bertrand)
O JOGO DO MUNDO de Julio Cortazar (Cavalo de Ferro)