terça-feira, 14 de julho de 2015

NÚMERO ZERO de Umberto Eco (Gradiva)

"Não conspira quem nada ambiciona" Sófocles


Este é um livro que se reconheceria de Umberto Eco de muitas formas. Abandona aqui Eco uma temática que tem sido presente em algumas das suas obras, o hermetismo e o esoterismo, mas recupera um tema que é um dos seus grandes talentos, uma teoria da conspiração. Para além de uma muito interessante análise de uma forma de fazer imprensa, que se nos afigura apesar de absurda ser possível, neste relato da vida breve de um jornal que não sequer para ser publicado. É um manual de edição informativa controlada nos seus mais diversos aspetos e tem momentos de grande humor. Tudo isto é desenhado com boas personagens e uma pequena história de amor. No entanto, e a verdadeira história dentro de todas estas é uma genial e, como a isto já nos habituou Eco, uma teoria alternativa sobre o destino final do “Duce” às mãos das forças libertadoras italianas. É o romance de Umberto Eco mais fácil e rápido de ler que me passou pelas mãos. Entre uma tarde e uma noite foi-se. Gostei, e aconselho vivamente a quem por estas alturas procurar leituras de qualidade com um tempero estival. Não posso dizer que tenha por todas as obras que li de Umberto Eco a mesma estima, mas esta é fácil de promover.
Boas Leituras!

O MUNDO DE FORA de Jorge Franco (Alfaguara)
O OUTRO LADO DO PARAÍSO de Paul theroux (Quetzal)
TUDO O QUE SOBE DEVE CONVERGIR de Flannery O'Connor (Cavalo de Ferro)
A MULHER MAIS BONITA DA CIDADE de Charles Bukowski (Alfaguara)
ROMANCE ACIDENTAL de Martha Woodroof (ASA)
OS SALTEADORES DO NILO de Steven Saylor (Bertrand)
O PACIFICO DE LÉS-A-LÉS de Michael Palin (Bizâncio)
ORGULHO E PRECONCEITO de Jane Austen (Ed. Presença)
D. QUIXOTE DE LA MANCHA de Miguel de Cervantes - Versão de Aquilino Ribeiro (Bertrand)
A CONVERSA DE BOLZANO de Sandor Marai (D. Quixote)
VIAGEM AO FIM DA NOITE de Louis-Ferdinand Céline (Ulisseia)
MONTEDOR de José Rentes de Carvalho (Quetzal)
O LEGADO DE HUMBOLDT de Saul Bellow (Quetzal)
AMORES E SAUDADES DE UM PORTUGUÊS ARRELIADO de Miguel Esteves Cardoso (Porto Editora)
PANICO NO SCALA de Dino Buzzati (Cavalo de Ferro)
TUDO O QUE SOBE DEVE CONVERGIR de Flannery O´Connor
VITORIA de Joseph Conrad (Ulisseia)
OS FACTOS de Philip Roth (D.Quixote)
DJIBOUTI de Elmore Leonard (Teodolito)
ALGUMA ESPERANÇA e LEITE MATERNO de Edward St Aubin (Sextante)
O FILHO DE Philipp Meyer (Bertrand)
A CASA DA ARANHA de Paul Bowles (Quetzal)
A MULHER MAIS BONITA DA CIDADE de Charles Bukowski (Alfaguara)
TEATRO DE SABATH de Philip Roth (D. Quixote)
O TODO-MEU de Andrea Camilleri (Bertrand)
O TEOREMA KATHERINE de John Green (ASA)
CONTOS E NOVELAS I de Saul Bellow (Relógio d´Água)
AS LUZES DE SETEMBRO de Carlos Ruiz Zafón (Planeta)
MAS É BONITO de Geoff Dyer (Quetzal)
LIBRA de Don DeLillo (Sextante)
RELATÓRIO DO INTERIOR de Paul Auster (ASA)
ALFABETOS de Claudio Magris (Quetzal)
MIRAGEM DE AMOR COM BANDA DE MUSICA de Hernán Rivera Letelier (Quetzal)
O JOGO DO MUNDO de Julio Cortázar (Cavalo de Ferro)
DIÁRIO PARA ELIZA de Lawrence Sterne (Antígona)
DANUBIO de Claudio Magris (Quetzal)

 

Sem comentários: