terça-feira, 13 de janeiro de 2015

BoyHood



Mais um grande filme da programação do Cineclube de Guimarães neste inicio de 2015.
12 anos de filmagens, os mesmos atores, uma história simples, como todas as boas histórias. Por isso mesmo um bom filme. Conta uma história onde cabem pedaços de cada um de nós. Podemos rever cenas da nossa infância, da nossa adolescência, da nossa vida como irmãos, mas para mim particularmente, o filme dá-nos uma visão especial da paternidade e das relações dos adultos. Uma viagem a um universo que somos nós todos.
Gostei muito. É um bom retrato de uma familia, tão disfuncional como qualquer outra das muitas que nos rodeiam e conhecemos mais de perto.
E mostra-nos como vamos evoluindo enquanto filhos, pais e casais.
Não é fácil contar histórias simples. A normalidade aparentemente não gera interesse, mas esta visão alongada no tempo resulta excelente. É um daqueles filmes que corre um risco imenso de se perder na sua própria história, mas consegue manter um nivel certo de vida e realidade que o tornam muito maior do que a mera soma das partes.
Acrescem desempenhos muito bons de muito bons atores.
Mais uma visão de Richard Linklater sobre a passagem do tempo e outra vez com o Ethan Hawke, ator de que gosto particularmente.
Vão ver, não se arrependem. Se possivel numa sala de cinema :)

Sem comentários: