quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

OS COMBOIOS VÃO PARA O PURGATÓRIO de Hernán Rivera Letelier (Ulisseia)


“Viajar é nascer e morrer a todo o instante.”Vitor Hugo

Mais uma semana e mais um excelente momento de leitura. Uma vez mais seguindo o sábio conselho do meu querido Amigo Miguel Bastos, que tantas e tão boas pistas me tem dado nos últimos tempos. O panorama literário sul-americano, é, a exemplo do continente ele próprio, de uma riqueza inesgotável. Dessa zona tenho recebido pela leitura alguns dos meus melhores momentos de prazer em ler. Não é meu costume misturar numa crónica sobre um livro e um autor determinado as referências que tenho do seu país ou do seu estilo de escrita, o que neste caso é ainda muito mais fácil. Hernán Rivera Letelier, é, como todos os grandes escritores um estilo em si mesmo. Não se confunde. Apesar de algumas paisagens e personagens poderem de alguma forma sequer enquadradas ou integradas num universo local comum, há na obra deste autor uma voz muito própria e que se destaca. Este livro, que não é sequer uma obra muito extensa, é uma maravilha de se ler. Tem como pano de fundo uma viagem. Uma viagem de comboio de quatro dias pelo deserto de Atacama. E é uma viagem ao universo interior de riquíssimas personagens que se cruzam, conhecem e confrontam nesse pequeno microcosmos romântico que é o comboio. Uma história de gentes diferentes num trajeto comum. Um retrato de uma realidade dura, contada com alguma crueza aqui e ali, mas sempre temperada com um humor suave e inteligente que nos faz querer ler e saber mais da origem e destino destes passageiros acidentais. Já aqui tinha sugerido “A contadora de histórias” deste autor que na altura muito me surpreendeu e impressionou de forma positiva. Este “Os comboios vão para o Purgatório” é a confirmação da certeza que tenho de ter de ler mais da obra de Hernán Rivera Letelier. E não é por acaso que já está em lista de espera o “Miragem de Amor com Banda de Música”. Se puderem façam-no também. Vale mesmo a pena ler.
Boa semana e, … Melhores Leituras! J

Na Mesinha De Cabeceira:
PENA CAPITAL de Robert Wilson (D. Quixote)
UM APARTAMENTO EM ATENAS de Glenway Wescott (Relógio d´Agua)
ATÉ AO FIM 1944-1945 de Ian Kershaw (D. Quixote)
MIRAGEM DE AMOR COM BANDA DE MUSICA de Hernán Rivera Letelier(Quetzal)
A FABULA de William Faulkner (Casa das Letras)
AXILAS & OUTRAS HISTÓRIAS INDECOROSAS de Rubem Fonseca (Sextante Editora)
JOSÈ de Rubem Fonseca (Sextante Editora)


Sem comentários: