sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

CAMINHOS DE GLÓRIA de Jeffrey Archer (Publicações Europa-América)

“Os homens são como as estrelas; alguns geram a sua própria luz enquanto outros refletem o brilho que elas recebem” José Martí

Jeffrey Archer, Cavaleiro do Império Britânico e o mais jovem membro da Camara dos Lordes, é um dos mais lidos escritores de lingua inglesa. Antes de mais e para que conste, sou em principio contra a catalogação de alguns autores de “Best-Sellers” como produtores de “literatura de aeroporto”. Este é o caso em que a obra o destaca acima de muitos outros, e valha a verdade, há muitos autores pouco lidos, porque simplesmente não são tão bons. Este livro, baseado numa estória veridica e apaixonante, um dos grandes mistérios que subsistem no desporto e na superação humana, a conquista do Evereste, conta-nos a vida de George Mallory, de quem se diz ter sido o primeiro homem a atingir o cume do Evereste, décadas antes de Sir Edmund Hillary, uma polémica que ainda subsiste, com provas e contra argumentos. Mestre na arte de contar estórias, Jeffrey Archer prende-nos da primeira à ultima pagina e faz-nos “torcer” para que o final seja diferente daquele que efectivamente é. Mas é uma elevada e merecida homenagem a um homem que não ficou na história dos vencedores mas que lá deve constar. Das outras obras de Jeffrey Archer, do qual sou fã incondicional, destacam-se várias, algumas delas já bem conhecidas como “Primeiro entre Iguais”, “Abel e Caim”, Honra entre Ladrões” e o seu romance inaugural “Nem um tostão a mais nem um tostão a menos”. Obrigatóriamente voltarei à obra de Jeffrey Archer para dar o devido destaque a outras obras. Se entretanto, quiserem seguir o homem e a obra, consultem o seu blogue pessoal em www.jeffreyarchers.blogspot.com . Boas Leituras!

PARA A SEMANA: HISTÓRIAS EXTRAORDINÁRIAS de Edgar Allan Poe (Leya)

NA MESINHA DE CABECEIRA:

Continuam:

NO CORAÇÃO DE ÁFRICA de William Boyd (Casa das Letras)

A MULHER CERTA de Sándor Márai (D. Quixote)

CITAÇÕES E PENSAMENTOS DE FERNANDO PESSOA de Paulo Neves da Silva (Casa das Letras)

BIBLIOTECA DE ALEXANDRIA de Pablo de Jevenois (Esquilo)

Sem comentários: