quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

RELATO DE UM NÁUFRAGO de Gabriel Garcia Márquez (Edições ASA)

“O fogo é a prova do ouro; a adversidade, dos homens fortes” SÉNECA

Uma pequena grande descoberta, (para mim, claro). Este livro que integra a colecção “Pequenos Prazeres” das Edições ASA. É um relato jornalistico de uma estória verdadeira, cuja publicação o autor classifica de certa forma como “forçada”, na Introdução, afirmando, que não é publicada pelo valor intrinseco mas sim pelo nome de quem a assina, o seu, Gabriel Garcia Marquez. Que me perdoe a modéstia do autor, mas é, de facto um pequeno grande livro. A estória é originalmente publicada em fasciculos num jornal Colombiano e gera grande polémica e mesmo consequências para o autor ao contradizer a versão oficial do Governo acerca do acidente com oito tripulantes do contratorpedeiro Caldas da marinha colombiana, em 1955, que origina esta naufrágio. O “relato” própriamente dito, é excepcionalmente bem escrito e tem como fonte um excelente contador de estórias, o próprio naufrago, Luis Alexandre Velasco, que é transformado numa celebridade nacional por ter sobrevivido a dez dias no mar. É a visão de um homem só, face aos elementos naturais e aos seus medos. É uma narrativa interessantíssima sob todos os pontos de vista. E julgo também, que, para quem conhece a obra de Gabriel Garcia Marquez, pode ser uma boa surpresa, e para quem não conhece, o que lamento, uma excelente introdução. Da obra de Garcia Marques, voltarei a falar, já que ando há alguns anos a tentar arranjar coragem para classificar um dos livros que mais me impressionou desde sempre, o incontornável “Cem Anos de Solidão”. E explico porquê, quando o li pela primeira vez, achei, à altura, que era absolutamente impossivel escrever algo melhor ou mais marcante que aquilo, no entanto, passados alguns anos, voltei a ler e mudou completamente a minha perspectiva. Numa próxima crónica falarei sobre releituras e os efeitos que se pode ter em voltar a “casas” onde se foi feliz!?! Entretanto aproveitem e leiam este, que vale realmente a pena. Até para a semana e Boas Leituras!

PARA A SEMANA: A ROMANA de Alberto Moravia (Ulisseia)

NA MESINHA DE CABECEIRA:

Continuam:

NO CORAÇÃO DE ÁFRICA de William Boyd (Casa das Letras)

A MULHER CERTA de Sándor Márai (D. Quixote)

CITAÇÕES E PENSAMENTOS DE FERNANDO PESSOA de Paulo Neves da Silva (Casa das Letras)

BIBLIOTECA DE ALEXANDRIA de Pablo de Jevenois (Esquilo)

1 comentário:

Dalaila disse...

á uma boa ideia...aguçares os apetites!