terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Da Estupidez dos Gajos I...

Um pequeno apontamento sobre a eterna problemática: gajos/gajas.

“Um amigo meu costumava dizer” (frase tipica de quem não quer assumir o que disse), que a mulher ideal seria “Boa e Surda-Muda”, o que na altura entendi como uma referência velada a Helen Keller. Sim. Boa e surda-muda?!?!? Quem mais? Depois de reflectir um pouco, pensei que se fosse só Boa, poderia ser a Madre Teresa de Calcutá. A Sra Dona Agnes Bojaxhi de Skopje.

Isto para dizer uma pequena verdade, que alguns iniciados conhecem desde sempre: OS GAJOS SÃO ESTÚPIDOS!!!, ou melhor, são se calhar, no mínimo, eles próprios, Surdos-Mudos.

É que, penso, (actividade não reconhecida pelo mulherio).... que as mulheres em geral, legitimamente, diga-se desde já, pensam... e cobertas de razão, é que a maior parte dos gajos não ouve. Kaput! Nestes! Rien! Deaf as a door J!!!!

E nem sequer se trata aqui de distinguir entre ouvir e “escutar” (um paroxismo levado à celebridade pelo jargão ferroviário das passagens de nivel sem guarda) habituados que estamos nós, simples mortais, à passagem diária de guardas sem nível...mas enfim, esse era tema para outro desabafo.

E qual é o meu “piqueno” conselho às damas? FALAI!!!!! DEEEZEI!!!! Não esperem que os rapazes adivinhem. O povo másculo não anda com o Oraculo de Bellinni no bolso do casaco.

Os exemplos de grandes mal entendidos abundam, e só, simplesmente só, porque o género feminino é mais dado ao subentendido que ao de facto.

“Eu parece-me que”....”e se em vez de dizer, eu”.... “não vale a pena”.....(e o melhor de todos)...”Mesmo que eu diga ele não ouve”.....

O que leva as mais das vezes, na ausência desse Deus das relações modernas que é a Comunicação, a que se façam “ouvir” por um putativo amante, (que, coitado, sofre para fingir que ouve.....).

E, porque cargas d´agua não se diz, na hora devida, e nas ventas do respectivo animal, aquilo que se guarda para despejar em futuros dias de conflito?

Aí radica o supremo mistério da feminilidade, quais Sagrado Feminino qual quê?!?!? (Quais/qual é propositadamente literário, para que não haja mal-entendidos J)

A supremacia do género, reside nessa forma de descomunicação, a elevar o subentendido à forma de arte.

Quem não sabe o que quer dizer: Amor, já não me lembro de sair um fim-de-semana contigo.... (Cuidado!!!!.... o Outro.... essa entidade mitológica de longos chifres transmissíveis anda por aí.....)....to say the least.....

Enfim, há que, para evangelizar, pedir às senhoras, nas sábias palavras de “um Amigo meu” para: Dizerem ao que vem...

6 comentários:

K disse...

Muito bem sacado!!! Uma excelente análise!

Elas não precisam de um bruxo que adivinhe o que pensam! Mas alguma coisa de descodificação e “desencriptografia” um gajo têm de perceber! Se não…

Às vezes, se ficassem caladinhas, eram bem mais bonitas!

Dalaila disse...

eu vou dizer ao que venho, espero que esta conversa toda não seja para mim, senão estás sujeito a que às 8 da manhã me apeteça conversar:)

esta divinal este teu texto, sem nha nha nha

Petra Maré disse...

Belo e corajoso!
E Sem papas na língua, nem subentendidos...

Maria Alexandra Paredes disse...

sEm qUereR entrar eM cOnfRonTos dE generOs...gostaria de mOstrar o meu agRadO a esse BELissimO gRaU de cOMPLexicidadE (pOr favOr nãO cOnfUndiR coM coMpLicacidadE ...#pensO que acabEi de inVenTar uM nOvo terMo pOrtUguÊs..agOra quE estãO na mOda Os nOvos acOrdOs oRtOgráficOs...fica-me sempRe bem#)...que é O extraOrdináriO mundO femininO!!!
e me perdOem os HOmEns máscULos oU neM tantO...mAs é o nOsso jOgO de paLavras...diVertidamente camUFLadO dE suBentendidOs...quE vos cOnduZ à dOce LOucUra dE sE APAiXoNArEm...
e nãO me venHaM cá cOM faLsas mOraLidadEs...pOrque me digaM quaL é o vosSo amiGo de cafÉ oU cOLega dE profissãO...que faLa apaiXonadaMente da amadA coM quem partiLhaM uM cuotdiAnO macaMbuzO??? hUmmm...beM me parecE!
cOMPLicaçÕes à partE...eU gostO de briNcar coM aS paLavras...estEja a diriGir-Me a uM gajO estUpidO oU pOucO estUpidO!
e coNvenháMos....uM gaJO seM a sua dose diáriA recOmendaveL de EstupideZ...perde coMPLetamente a GraÇa...diGo eU...quE nãO soU sUrda....neM mUda ;)

TheGodfather disse...

O meu amigo Honoré de Balzac disse:
"O bom marido não deve ser o primeiro a adormecer à noite, nem o último a acordar pela manhã."
Nesse trefa Homérica a que chamarei prosaicamente "A Hermenêutica das gajas" a única conclusão a que cheguei caro Ricardo, é que para a coisa funcionar não basta que ouvir o que as gajas dizem, temos de desenvolver uma capacidade interpretativa que supera em muito o que seria expectável de um ser humano.
Continuarei(emos) a tentar.

Um gde abraço solidário,

Ricardo disse...

Ufffffffffffffff.............